6 de ago de 2015

Vêm aí os discos Ultra HD Blu-Ray com vídeo 4K

Depois de CDs, DVDs e Blu-rays, um novo formato de mídia está chegando. A Blu-Ray Disk Association anunciou hoje que começará a licenciar o formato Ultra HD Blu-Ray a partir do dia 24 de agosto. Eles devem estar disponíveis para os consumidores até o natal.

Os discos Ultra HD Blu-Ray oferecerão imagens em resolução 4K, HDR (High Dinamic Range, que deve melhorar o contraste e as cores das imagens) e taxas de reprodução de até 60 quadros por segundo. Enquanto os Blu-Rays tradicionais permitiam uma taxa de transmissão de áudio e vídeo de 54 Mbps, os UHD Blu-Rays oferecerão 128 Mbps.

O novo formato também utilizará cores em 10 bits, vídeos codificados no padrão H.265 e suporte para novos padrões de áudio, como DTX: X e Dolby Atmos. Os discos estarão disponíveis em capacidades de 50GB, 66GB e 100GB.

Outra nova funcionalidade dos discos é chamada de "digital bridge", ou "ponte digital". Ela permitirá que os UHD Blu-Rays tenham as opções "copy" ou "export". "Copy" permitirá que a mídia contida no disco seja copiada para outro dispositivo, enquanto "export" possibilitará a exportação de uma versão em qualidade menor da mídia, voltada para dispositivos móveis.

Compatibilidade

Para ter acesso a essas vantagens, no entanto, os consumidores precisarão de um aparelho compatível com esse novo formato. Os leitores de UHD Blu-Ray também devem estar disponíveis durante o príodo do fim do ano. Todos eles precisarão ser capazes de ler também discos Blu-Ray tradicionais. 

Os dispositivos também precisarão oferecer saídas de vídeo no padrão HDMI 2.0a. A Blu-Ray Disk Association afirma que eles devem custar de duas a tres vezes mais que os aparelhos de Blu-Ray atuais. No entanto, os discos em si deverão ter o mesmo preço, segundo a associação.

Ainda não se sabe se os consoles Playstation 4 e Xbox One poderão ler o novo formato de Blu-Ray. Embora eles sejam capazes de transmitir vídeo em 4K e tenham compatibilidade com os codecs necessários, é possível que o licenciamento para o novo formato enfrente problemas internos com a Sony e a Microsoft.
Fonte: Olhar Digital