4 de dez de 2016

Funcionário da Foxconn é preso, acusado de roubar e vender 5.700 iPhones

Segundo acusações, réu montou esquema com outros oito funcionários para roubar modelos de testes do smartphone da Apple.

Um gerente da Foxconn em Taiwan, na China, foi preso nesta semana por roubar mais de 5 mil iPhones da empresa asiática, que monta os produtos da Apple e outras gigantes como HP e Sony.
Segundo o The Next Web, o réu, chamado Tsai, montou um esquema que envolvia oito dos seus funcionários para roubar modelos do iPhone usados para testes de qualidade e segurança.
Com a venda dos 5.700 smartphones da Apple, principalmente iPhones 5 e 5S, eles conseguiram lucrar cerca de 1,5 milhão de dólares
A prisão aconteceu após a Foxconn realizar uma auditoria interna e informar suas suspeitas para as autoridades de Taiwan. Acusado formalmente de quebra de confiança, Tsai pode pegar até 10 anos de prisão caso seja condenado.
Fonte: Macworld.