13 de jul de 2017

Apple anuncia o seu primeiro data center na China

Instalação visa respeitar as leis do país asiático que exigem que empresas globais armazenem informações localmente

A Apple vai instalar seu primeiro data center na China para acelerar serviços como o iCloud para usuários locais. A medida também visa respeitar as leis que exigem que empresas globais armazenem informações localmente. A iniciativa faz parte de um investimento de US$ 1 bilhão pela fabricante de iPhone na China.
Em comunicado, a gigante de Cupertino informou que a nova instalação será alimentada totalmente por energia renovável e será construída e executada na província de Guizhou. Quando concluída, a Apple pretende migrar todas as informações de usuários chineses para o novo data center.  
"A adição deste data center nos permitirá melhorar a velocidade e a confiabilidade de nossos produtos e serviços, além de cumprir os regulamentos recentemente aprovados", afirmou a empresa em comunicado. 
O governo chinês aprovou novas medidas que reforçam o controle sobre a coleta e movimentação dos dados dos usuários locais. Algo que também pode vir a conceder ao governo acesso sem precedentes à tecnologia das empresas estrangeiras. A Apple reforçou, entretanto, que ao mover um data center para a China, isso não indicará que a empresa ficara suscetível. 
"A Apple possui uma forte proteção de privacidade e segurança de dados no local e nenhuma back door será criada em qualquer um dos nossos sistemas", escreveu.
Tendo em vista que a China é o segundo maior mercado de tecnologia do mundo, é fundamental que a Apple se aproxime do gigante asiático. 
Vale lembrar que no ano passado, após menos de sete meses de operações, o serviço iTunes Movies e iBooks foram encerrados pela Administração Estatal de Imprensa, Publicação, Rádio, Filmes e Televisão da China. 
Tim Cook, CEO da companhia, reagiu e visitou recentemente centros de pesquisa e desenvolvimento na China e conversou com a imprensa local. 
Fonte: Macworld.