30 de jul de 2018

Tem 10.000 euros a sobrar? Então estes AirPods dourados são à sua medida

Estamos a chegar a agosto, a sua conta bancária permite algumas loucuras e, como tal, nada com investir num acessório que o vai destacar das outras estrelas e individualidades com quem se dá.
Este cenário de luxo e luxúria tem muitos clientes por este mundo fora e a Brikk sabe que pagam para ter algo que poucos podem ter: uns AirPods de 10 mil euros.
Esta é claramente uma rábula hollywoodesca mas com imensos casos que nos aparecem no dia a dia. Luxos que podemos vislumbrar usados por uma classe de milionários que vão desde o futebol ao mundo do cinema.
A Brikk é uma empresa que torna os acessórios e equipamentos caros em proibidos e, desta vez, tornou uns “básicos” AirPods, vendidos por 179 euros, num acessório de ouro de 24 quilates.
Esta empresa que cria “luxuria” está a oferecer duas versões de luxo. A primeira é a edição clássica vendida por 4.995 dólares. Por esse preço, encontramos os AirPods e a suas caixa de transporte/carregamento em ouro (24 quilates), ouro rosa (18 quilates) ou platina 950.
Depois vem a segunda edição de luxo para 9 995 dólares. A diferença está nos AirPods que trazem incrustados diamantes num total de 2 quilates (um quilate em cada auscultador).
Brikk é uma empresa americana sediada em Los Angeles. É especializada neste tipo de produtos que se destacam e são muito populares em vários meios da “alta sociedade” mundial. 
Assim, é possível comprar um iPhone X equipado com materiais raros pela modesta quantia de 1,3 milhões de dólares, uma base de ouro para o iPhone por 495 dólares ou um Apple Watch Series 3 em ouro.
É verdade que tudo se paga, quer o ouro, diamantes ou mesmo o facto de todo este trabalho ser feito à mão. Mas por este preço, menos que isto era impensável. Alguém interessado?
Fonte: Pplware.