10 de set de 2015

Apple anuncia iPad Pro com tela de 12,9", caneta Stylus e teclado físico

Voltado para produtividade, novo tablet da empresa possui o chip A9X, de 64-bit. Aparelho pesa 712gramas e tem apenas 6,9mm.
A Apple surpreendeu a todos e anunciou um novo modelo de iPad com tela de 12,9 polegadas. Chamado de iPad Pro, o aparelho possui o novo chip da empresa, chamado de A9X, de 64-bit. De acordo com a Apple, o novo modelo do processador é duas vezes mais rápido do que o A8X, presente no iPad Air 2.
“Essa é a tela mais avançada que já criamos”, afirmou o VP da Apple, Phil Schiller, durante o evento da empresa nos EUA. O executivo ainda destacou que o aparelho conta com função multitarefa real.
Apesar de ter uma tela enorme, o iPad Pro conserva as medidas leves dos outros tablets da Apple. O novo aparelho tem apenas 6,9 mm de espessura e pesa 712 gramas.
ipadproipad2.png
iPad Pro (dir) ao lado do iPad Air 2
Teclado físico e caneta Stylus
Mais surpreendente ainda foi o anúncio de um teclado compatível com o novo iPad, chamado apenas de Smart Keyboard, além de uma caneta Stylus chamada de Apple Pencil para os usuários poderem fazer anotações e até desenhos.
Com versões de 32GB, 64GB e 128GB para armazenamento, o novo iPad Pro tem preços entre 800 dólares e 1080 dólares nos EUA. Já a Apple Pencil sai por 100 dólares, enquanto que o Smart Keyboard por 170 dólares. Todos esses aparelhos chegam ao mercado em novembro.
 applesmartkeyboard.jpg
Parceria com a Microsoft
A Apple também anunciou uma parceria com a Microsoft, o que significa suporte de aplicativos do pacote Office para o novo iPad Pro e seus acessórios, como o Smart Keyboard e a Apple Pencil.
applepencil.jpg
Fonte: Macworld.

Do iPhone ao iPhone 6S: a evolução dos smartphones da Apple!

Foi em 2007 que Steve Jobs mostrou o iPhone pela primeira vez. Naquele tempo, o conceito de "smartphones" ainda sendo construído e poucos consumidores ao redor do mundo tinham ideia do que um aparelho portátil poderia oferecer. Ele não foi o primeiro "celular inteligente" a chegar no mercado internacional, mas certamente foi o que impulsionou o segmento para se tornar o que é hoje.
Como você deve imaginar, muita coisa mudou desde que o primeiro aparelho foi lançado. Quase 10 anos depois, a Apple continua lançado aparelhos com o nome iPhone e fazendo sucesso com as novidades. O hardware melhorou, as telas ficaram mais definidas e maiores, o número e a funcionalidade dos recursos  evoluíram. Não há dúvidas de que o mercado de smartphone — como um todo, não somente da Apple — mudou.
Mas é claro que a tela não saltou de 3,5 para 4,7 polegadas de uma hora para outra. O poder de processamento não cresceu exponencialmente da noite para o dia e as resoluções não aumentaram tanto em apenas uma geração. Muitos aparelhos separam o iPhone de 2007 do iPhone 6S lançado nesta quarta-feira (9 de setembro) e nesse intervalo está a evolução. E é exatamente isso que nós buscamos mostrar na tabela que você confere no topo deste texto.
Confira agora mesmo como cada etapa do processo foi importante para a construção do iPhone. Aproveite também e leia o artigo que preparamos com tudo sobre o iPhone 6S e sobre o iPhone 6S Plus. Será que um deles será o seu próximo smartphone?
Fonte: Tecmundo.

Apple corta preços de iPhones no Brasil, mas aumenta os de iPads

Após o anúncio dos novos iPhones 6s e 6s Plus, além do iPad Pro, a Apple reajustou os preços de seus produtos vendidos no Brasil. O iPhone 6, por exemplo, ficou 18% mais barato, enquanto o iPad Air ficou 40% mais caro.
A queda menos acentuada foi a do iPhone 5s, de 16 GB, que caiu de R$ 2,5 mil para R$ 2,3 mil - 8% mais barato. Já o modelo de 32GB, que custava R$ 2.900, ficou 13% mais barato, saindo agora por R$ 2,5 mil.
A partir de agora, nenhum smartphone da Apple custa mais de R$ 4 mil. O iPhone 6 Plus de 64GB, modelo mais robusto da linha, caiu de R$ 4.300 para R$ 3.800. Além disso, o modelo Plus de 16GB passa a custar R$ 3,5 mil, mesmo preço do iPhone 6 de 64GB.
A versão mais simples do iPhone 6, com 16GB de armazenamento, agora sai por R$ 3.200 (cerca de 8% mais barato). Por outro lado, o iPhone 5c saiu de linha, enquanto o iPad Air passa a custar R$ 3,5 mil. O modelo de tablet mais barato, o iPad Mini 2 com 16GB, subiu de R$ 1.850 para R$ 2 mil.
Durante o anúncio dos novos iPhones, a Apple não incluiu o Brasil na lista de países que receberão o produto já na data de lançamento (25 de setembro). A expectativa é de que o smartphone chegue ainda este ano, mas com um preço inflado muito além da simples conversão do dólar. Nos EUA, o modelo mais simples sai por US$ 650 (aproximadamente R$ 2,5 mil).
Fonte: Olhar Digital.