20 de nov de 2017

Veja os erros mais comuns na hora de carregar a bateria do smartphone



Lembra que antigamente a gente tinha que tomar cuidado com as baterias de celular, porque elas não duravam muito e ainda corriam o risco de ficarem viciadas se você deixasse muito tempo carregando? Hoje em dia não é mais assim, mas a gente ainda comete alguns erros que podem prejudicar a bateria dos smartphones! Olha só quais são e como evitá-los.
Temperaturas extremas
Gente, calor e bateria não combinam! Evite deixar o celular exposto ao sol ou dentro do carro em dias quentes, pra não acabar com a vida útil dela. É por isso que, quando está muito quente, o celular desliga sozinho, sabe? E o mesmo vale pra temperaturas muito frias! Temperaturas abaixo de 0°C também podem estragar a bateria. Então, se você for viajar pra um lugar que tem neve, tome cuidado com o smartphone!
Carregador
Não use carregadores falsos ou que não são os ideais pro seu celular. O carregador faz parte do smartphone, ele é pensado pra carregar o aparelho de uma forma correta e segura. Se você usa o carregador de outro celular ou um falso, pode causar até incêndios, porque ele pode soltar faíscas ou superaquecer o aparelho. Então, resista a tentação de pagar baratinho em um carregador, tá? 
Usar o celular enquanto carrega
Antes de dormir você coloca o celular pra carregar e fica jogando ou navegando nas redes sociais? Então é melhor parar! O aparelho também precisa de um descanso depois de um longo dia de trabalho, viu? Se você fiser isso, além de demorar mais pra carregar, a temperatura do aparelho vai aumentar e, como você já sabe, o calor prejudica a bateria. 
Pouca bateria
Não espere a bateria acabar por completo pra começar a carregar o celular! O smartphone sente quando está com pouca energia e isso acaba encurtando a vida útil do aparelho ao longo do tempo. Pra evitar que isso aconteça, o ideal é não deixar a bateria ficar com menos de 10%, tá?
Com essas dicas você vai conseguir manter a bateria do seu celular saudável e fazer com que ela dure por muito mais tempo!
Fonte Olhar Digital:

17 de nov de 2017

Apple corrige problema que fazia tela do iPhone X travar no frio


Apple corrige problema que fazia tela do iPhone X travar no frio


O iPhone X não tem mais medo do frio. A Apple corrigiu essa falha com uma atualização do iOS liberada na noite da última quinta-feira, 16.
O iOS 11.1.2 "corrige um problema em que a tela do iPhone X fica temporariamente sem resposta ao toque após uma queda rápida de temperatura", informa a empresa.
Esse problema foi apontado na semana passada, quando usuários começaram a reclamar que o aparelho deixa de operar corretamente quando levado a ambientes gelados.
A Apple recomenda manter seus aparelhos entre 0º e 35º C. "Usar um dispositivo com iOS em condições muito frias além do seu campo de operação pode diminuir temporariamente o tempo de vida da bateria e poderia fazer com que o dispositivo desligue", informa a empresa.
Mas as pessoas que encontraram problemas afirmam que não expuseram o aparelho a temperaturas extremas, o que forçou a empresa a buscar uma solução.
A versão mais recente do iOS corrige ainda outra questão do iPhone X. Conforme explicou a Apple, antes da atualização, Live Photos e vídeos capturados com o aparelho poderiam ficar distorcidos.
Fonte: Olhar digital.

Rumor: iPhone X entraria em pré-venda no Brasil no início de dezembro

iPhone X é de fato o smartphone mais caro dos últimos tempos no Brasil, quiçá o mais caro da história, com preço oficial confirmado para R$ 6.999 em sua versão mais básica. Apesar de já conhecermos o infame preço, a data de lançamento comercial por aqui ainda é um mistério. Só que já existe um rumor acerca de quando o aparelho estará disponível em lojas online e físicas nacionais.
De acordo com uma fonte anônima do MacMagazine, o smartphone deve entrar em pré-venda no dia 01 de dezembro na loja online oficial da Apple e de suas parceiras. Mas é só na sexta-feira, dia 08 de dezembro, que ele chega ao varejo definitivamente, tanto em lojas físicas quanto no comércio virtual.
O iPhone X é o primeiro aparelho da Apple a trazer carregamento sem fio, telas AMOLED e reconhecimento facial como método de autenticação de usuários, recursos largamente disponíveis em aparelhos de outras marcas.
No momento, o celular já está à venda em 56 países diferentes e, até o fim de novembro, deve chegar a mais 14 localidades.
Fonte: Tecmundo.

16 de nov de 2017

Procon: não compre nesses sites durante a Black Friday

Todo ano, quando a Black Friday está chegando, o Procon-SP começa a divulgar uma lista com empresas que foram notificadas e não responderam ou não foram encontrados. São 518 lojas virtual, online e offline, com um histórico negativo no Procon.
A lista, que você pode checar aqui, ainda traz informações como CPF/CNPJ e o nome do responsável da loja citada, além do status "No ar" e "Fora do ar". É preciso ficar atento aos nomes da lista porque muitos deles simulam nomes de grandes lojas.
A Black Friday começa às 19 horas do dia 23 de novembro e vai até às 22 horas do dia 24. O TecMundo realizará uma cobertura especial, então, fique ligado em nossa home.
Sites perigososFonte: Tecmundo.

14 de nov de 2017

Novos fones de ouvido da Bose podem bloquear sons durante a noite

A popular marca de fones de ouvido Bose está desenvolvendo um novo par de fones disponíveis por meio de uma campanha de financiamento coletivo. São os Sleepbuds, dispositivos que prometem bloquear sons durante a noite para garantir um sono mais confortável.
Os Sleepbuds são fabricados pela Hush, uma startup que a Bose comprou recentemente, como informa o The Verge. Segundo as empresas, os fones podem bloquear "distúrbios de som noturnos comuns", incluindo "roncos, vizinhos barulhentos, trânsito" e outros.
Um material maleável permite que os fones fiquem nos ouvidos do usuário durante toda a noite "sem incomodar", promete a Bose. Alinhados a um app no smartphone, os Sleepbuds também podem ser interrompidos por um despertador pela manhã.
Além disso, a bateria interna oferece autonomia de até duas noites. A campanha de financiamento coletivo já bateu a meta de US$ 50 mil e deve começar a enviar os fones para os compradores até fevereiro do ano que vem. Os pares custam a partir de US$ 150, equivalente a quase R$ 500.
Fonte: Olhar Digital.

13 de nov de 2017

Depois do iPhone 8, usuários também reclamam de ruídos no áudio do iPhone X

Desde que o iPhone 8 e o iPhone 8 Plus foram lançados, muitos usuários vêm reclamando de problemas com o sistema de reconhecimento Face ID, com a tela, com a bateria e com o áudio. E o mais recente flagship da Maçã, o iPhone X, também vem apresentando disfunções com relação a esse último quesito: os donos dos aparelhos vêm apontando barulhos semelhantes a estalos e zumbidos ao reproduzir músicas, vídeos, alarmes, ringtones e até mesmo durante as ligações telefônicas com o volume alto.
Isso é perceptível em determinadas músicas e até mesmo no ringtone que comprei na loja do iTunes
“Adoro o telefone, mas queria saber se alguém teve algum problema com os alto-falantes, que crepitam um pouco quando você aumenta o volume no máximo”, afirmou uma pessoa um em um tópico no fórum do MacRumours. “Isso é perceptível em determinadas músicas e até mesmo no ringtone que comprei na loja do iTunes”, confirmou outro participante da discussão.
“Escuto muita música no iPhone X e notei os estalos imediatamente nos alto-falantes”, adicionou um consumidor. “Uma vez que muitos de nós parecem estar experimentando esses estalos, suponho que seja algo relacionado ao software ao invés do hardware”, projeta mais um.
Até agora são dezenas de postagens semelhantes no Reddit, na seção do MacRumours e também no Twitter. A Apple ainda não se manifestou sobre o assunto — e nem sobre o surgimento de uma linha verde em alguns dispositivos — e quais medidas deve adotar para corrigir essa falha. Se você já tem um iPhone X e também notou algo parecido, não deixe de comentar abaixo.
Fonte: Tecmundo.

10 de nov de 2017

Usuários reclamam que o iPhone X não funciona direito no frio

Usuários descobriram um problema que prejudica o funcionamento do iPhone X quando o aparelho é exposto a baixas temperaturas.
O bug está sendo discutido em fóruns do Reddit. "Leva literalmente dois segundos quando vou de dentro para o frio lá fora e minha tela deixa de ser muito responsiva", reclamou um deles. "Eu tento arrastar nos sites e [a tela] não registra meu dedo."



A Apple recomenda manter aparelhos da marca entre 0º e 35º C. "Usar um dispositivo com iOS em condições muito frias além do seu campo de operação pode diminuir temporariamente o tempo de vida da bateria e poderia fazer com que o dispositivo desligue", informa a empresa.

9 de nov de 2017

Clientes da Apple estão devolvendo iPhone X por não gostarem do celular

Desde o anúncio do iPhone X, edição comemorativa de 10 anos do smartphone da Apple, alguns consumidores aguardaram ansiosamente para poder comprar o aparelho. Porém, aqueles que compraram o celular estão devolvendo-o para a empresa pois não gostaram das mudanças.
Conforme relata o PhoneArena, leitores do site que compraram o iPhone X informaram que estão devolvendo os seus aparelhos após se decepcionarem com os recursos apresentados pela companhia. Não está claro quantos clientes realmente chegaram a desistir do celular.
Um comprador do sul da Flórida, por exemplo, afirma que o iPhone X não é tão útil para o seu trabalho quando o Galaxy Note 8, da Samsung. Já um outro fã da Apple diz que os entalhes do design são irritantes e que a tela OLED não é melhor que o display LCD do iPhone 6s. 

Aparentemente, ao contrário dos modelos passados, o iPhone X não é tão intuitivo, e exige que você aprenda alguns gestos para conseguir usá-lo, uma vez que o celular não conta com botão Home. 
Fonte: Olhar Digital.

7 de nov de 2017

Apple deve lançar dois modelos de iPhone com tela OLED em 2018

O iPhone X representou um marco para a Apple não apenas por ser o smartphone mais caro já produzido pela empresa, mas também por ser o primeiro da marca a trazer uma tela OLED no lugar de um display de LCD. Para 2018, a fabricante deve continuar investindo nessa tecnologia e a principal aposta é de que sejam lançados dois modelos diferentes com essa tecnologia.
Quem faz a previsão é o analista da KGI Securities Ming-Chi Kuo, um dos mais renomados quando se fala em mercado mobile. Segundo Kuo, a Apple deve lançar um sucessor do iPhone X e também uma versão Plus, ambas com painéis OLED. Ainda segundo o analista, a Apple adotaria mais partes em aço do que aquelas usadas no modelo deste ano, aprimorando assim a transmissão de dados do gadget.
Além disso, os dois modelos trariam também uma câmera frontal com a tecnologia TrueDepth, garantindo Face ID em ambos. A partir dessa informação, é presumível que os iPhones lançados em 2018 repetirão o design do iPhone X, sem botão físico na parte frontal.
As novas informações corroboram parte dos rumores vindos da Ásia em julho deste ano. Na época, falou-se que a Maçã lançaria aparelhos com tela OLED, tal qual antecipado agora por Kuo, porém a aposta era o lançamento de três modelos. Kuo costuma ser preciso em suas previsões, portanto, é mais provável que vejamos “apenas” uma dupla de iPhones em 2018.
Fonte: Tecmundo.

Qualcomm acusa Apple de compartilhar segredos com Intel

Em nova ação, fabricante de chips alega que Apple violou termos de uso de software ao entregar informações sigilosas a sua concorrente

A batalha judicial entre Apple e Qualcomm parece estar longe de terminar. Em novo processo, a Qualcomm agora acusa a Apple de compartilhar código proprietário com uma de suas principais concorrentes, a Intel. As informações são da Bloomberg.
A ação sugere que a fabricante de iPhones desrespeitou os termos de licença de uso de um software que permite que os chips móveis se comuniquem com o restante do aparelho. Segundo a Qualcomm, a Apple usou seu acesso privilegiado ao código do software para ajudar a Intel.
A nova ação é a última de uma série de processos entre as duas companhias que começou em janeiro quando a Apple acusou a fabricante dos chips Snapdragon de se aproveitar de monopólio do mercado para para cobrar taxas exorbitantes pelos seus royalties.
Atualmente, a Apple utiliza em seus telefones tanto os chips da Qualcomm quanto da Intel. Os chips da Qualcomm que a Apple utiliza são responsáveis por conectar o iPhone às redes celulares. 
Mas, segundo informações apuradas pelo Wall Street Journal, a Apple planeja abandonar os componentes da Qualcomm como um resultado da batalha judicial. Isso porque, de acordo com uma fonte próxima ao assunto, a Apple estaria desenhando iPhones e iPads para 2018 que não precisariam recorrer à propriedade intelectual da Qualcomm. Se a fabricante de processadores perder a Apple como cliente, isso significaria uma perda de 7,5% na receita, segundo estimativa reportada pela Bloomberg.
Fonte: Macworld.

5 de nov de 2017

Apple vende 46,7 milhões de iPhones e vê receita crescer 12%

Empresa de Cupertino também comercializou 10,3 milhões de iPads e 5,4 milhões de Macs no trimestre, quando teve receita de US$52,6 bilhões

Aparentemente o iPhone 8 não está vendendo tão mal quanto as pessoas pensam. Isso porque a Apple revelou nesta quinta, 2/11, que registrou uma receita de 52,6 bilhões de dólares no trimestre encerrado em 30 de setembro, um aumento de 12% em relação ao mesmo período do ano passado.
As vendas internacionais da empresa foram especialmente fortes, respondendo por mais de 60% da receita no período. O sempre importante mercado chinês cresceu 12% na comparação ano a ano.
No total, a Apple vendeu 46,7 milhões de iPhones, 10,3 milhões de iPads e 5,4 milhões de Macs no trimestre, todos aumentos significativos em relação ao mesmo trimestre de 2016. As divisões de iPad e Mac, em especial, viram crescimentos de dois dígitos em seus números de vendas.
Segundo o diretor financeiro da Apple, Luca Maestri, o MacBook Pro impulsionou o crescimento dos computadores da empresa, enquanto que a China teve um crescimento de mais de 25% nas vendas do iPad.
Talvez mais importante do que tudo isso é o fato de a Apple estar com uma expectativa bem alta para os seus números do quatro trimestre do ano, quando temos as festas de final de ano. A empresa de Cupertino prevê uma receita entre 84 bilhões e 87 bilhões de dólares no período, o que superaria com folga os 78,4 bilhões de dólares registrados no mesmo trimestre no ano passado.
Vale notar que esses números ainda não levam em conta o novíssimo e aguardado iPhone X, que chega teve sua pré-venda nos EUA iniciada no final de outubro – o aparelho chega hoje, 3/11, às lojas daquele país com preços a partir de 1 mil dólares. Ainda sem previsão de lançamento no Brasil, o smartphone terá preços extremamente altos por aqui, custando entre 7 mil e 7.800 reais no mercado local.
Fonte: Macworld.

Encapuzados roubam mais de 300 iPhone X de loja nos Estados Unidos

O hype pela chegada do iPhone X é tamanho que todo mundo está bastante empolgado. Prova disso é um caso acontecido na cidade de San Francisco, nos Estados Unidos, em que três homens encapuzados invadiram uma van de carga que transportava os dispositivos e roubaram exatamente 313 unidades do mais novo e poderoso smartphone da Apple.
A van estava parada no estacionamento de uma Apple Store na cidade californiana e o roubo resultou em um prejuízo de US$ 370 mil, informa a companhia. Se os roubos de iPhones de consumidores finais diminuíram graças aos recursos que permitem encontrar os dispositivos subtraídos, a solução dos bandidos foi a de furtar os dispositivos antes de eles sequer serem ativados — ou seja, roubar das lojas.
Apesar do desfalque, pessoas ligadas à loja garantem que ela será capaz de suprir a demanda de clientes que adquiriram o aparelho durante a fase de pré-venda — o iPhone X começou a ser vendido na última sexta-feira (27) nos Estados Unidos.
Principal dispositivo da Apple lançado em 2017, o iPhone X é a versão comemorativa pelos 10 anos de criação do iPhone. Pesando apenas 174 gramas, ele é o primeiro smartphone da Apple a não fazer uso de botão físico na parte frontal e a ter uma “tela infinita” de 5,8 polegadas. O dispositivo traz 3 GB de RAM de opções com 64 GB e 256 GB de armazenamento interno.
Ainda sem data oficial de lançamento no Brasil, espera-se que o iPhone X comece a ser vendido por aqui na primeira semana de dezembro. O iPhone X de 64 GB será vendido por R$ 5.999 e o iPhone X de 256 GB será vendido por R$ 6.999.
Fonte: Tecmundo.

1 de nov de 2017

Novo iPhone X terá preços entre R$7 mil e R$7.800 no Brasil

Apresentado em setembro, smartphone top de linha da fabricante ainda não tem data para começar a ser vendido no país.

O novo iPhone X terá preços a partir de 7 mil reais no Brasil, segundo informações divulgadas nesta semana no aplicativo da Apple Store para iOS. 
Segundo o app, o modelo de entrada do X, com 64GB de armazenamento, sai por 7 mil reais no pagamento parcelado – à vista há um desconto, baixando o valor, ainda bastante alto, para 6.300 reais.  Já a versão de 256GB do novo iPhone vai custar nada menos do que 7.800 reais no mercado brasileiro – à vista o valor cai para 7.020 reais, realmente uma pechincha.
Apesar de os preços do iPhone X terem sido revelados no aplicativo, ainda não há uma data para o smartphone top de linha da Apple desembarcar no mercado brasileiro – o aparelho chega às lojas dos EUA nesta sexta-feira, 3/11, com preços a partir de 1 mil dólares.
Especificações
Revelado originalmente em setembro, o iPhone X traz um design que lembra os aparelhos da rival Samsung, com uma tela de 5,8 polegadas com bordas muito finas e sem o icônico botão Home na parte da frente.
Com a saída do botão Home, que agora pode ser acionado virtualmente com um deslizar do dedo de baixo para cima na tela, também foi embora o sensor de impressão digital Touch ID. Em seu lugar, a empresa inclui o já citado Face ID, sensor de reconhecimento de facial que permite desbloquear o aparelho e outras funções apenas com os seus olhos, como Apple Pay e aplicativos de terceiros.
A Apple destaca que criou uma engine neural dedicada para que o reconhecimento facial seja feita de forma rápida em tempo real. Segundo a companhia, esse método é muito mais seguro do que o leitor de impressão digital, com apenas 1 chance em 1 milhão de uma outra pessoa conseguir destravar seu iPhone ao olhar para a câmera frontal dele.
Em termos de especificações, o iPhone X conta com o mesmo processador A11, também presente no iPhone 8, além de duas câmeras traseiras de 12MP com estabilização óptica dupla de imagem.
Fonte: Macworld.

iPhone X brasileiro é o mais caro do mundo

iPhone X teve os seus preços brasileiros divulgados recentemente e, com isso, o Brasil volta a ter o smartphone da Apple mais caro do mundo. Nós havíamos perdido este posto recentemente para a Hungria, que segundo o site Quartz tinha o iPhone X mais caro do mundo até a divulgação do preço do iPhone brasileiro.
No país europeu, o modelo de 64 GB do iPhone X está à venda por US$ 1.455,23, mais de US$ 450 a mais do que o seu preço oficial nos Estados Unidos — US$ 999. Como essa mesma versão do gadget estará à venda no Brasil por R$ 6.299,10 (preço à vista), seu preço convertido gira em torno de US$ 1.925,00, quase duas vezes o valor cobrado pela Apple no EUA (dólar a cotação de R$ 3,27).
Se considerarmos o preço oficial para pagamento parcelado, de R$ 6.999,00, o iPhone X brasileiro fica ainda mais caro convertido em dólar: US$ 2.139,00 — mais do que o dobro do valor praticado pela Apple em sua terra natal.
Adicionando o iPhone X de 64 GB brasileiro à lista da Quartz, temos o seguinte ranking:
  • Brasil – US$ 1.925,71
  • Hungria – US$ 1.455,23
  • Dinamarca – US$ 1,408,27
  • Suécia – US$ 1.406,37
  • Itália – US$ 1.400,46
  • Rússia – US$ 1.390,57
  • Finlândia, Irlanda e Portugal – US$ 1.388,69
  • Polônia – US$ 1.386,81
  • República Checa – US$ 1.377,02
  • Noruega – US$ 1.375,02
  • Índia – US$ 1.368,21
  • Bélgica, Espanha, França e Holanda – US$ 1.365,13
  • Alemanha e Áustria – US$ 1.353,35
  • Luxemburgo – US$ 1.319,99
  • Reino Unido – US$ 1.317,83
  • China – US$ 1.266,97
  • Nova Zelândia – US$ 1.253,36
  • México – US$ 1.237,06
  • Austrália – US$ 1.234,49
  • Suíça – US$ 1.218,50
  • Singapura – US$ 1.210,96
  • Taiwan – US$ 1.187,82
  • Emirados Árabes Unidos – US$ 1.115,98
  • Hong Kong – US$ 1.100,67
  • Canadá – US$ 1.045,57
  • Estados Unidos – US$ 999
  • Japão – US$ 994,67
Além de destacar o fato de o Japão vender o iPhone X praticamente no mesmo preço do que os Estados Unidos, vale lembrar que o preço exato em dólar pode variar conforme a flutuação do valor da moeda.
Fonte: TecMundo.

30 de out de 2017

Engenheiro da Apple é demitido após sua filha gravar um vídeo do iPhone X

Um engenheiro da Apple foi demitido após sua filha gravar um vídeo mostrando o iPhone X, celular ainda não lançado da empresa, e o Apple Park, a nova sede da companhia. O vídeo foi postado no YouTube, onde se tornou extremamente popular. Pouco tempo depois, no entanto, Brooke Amelia Peterson (a filha do engenheiro) postou outro vídeo falando que a gravação anterior fez seu pai perder o emprego.
No vídeo, é possível ver o iPhone X de perto e alguns de seus recursos exclusivos em funcionamento, como os Animojis. Também é possível ver, no vídeo, o interior do Apple Park (a nova sede da Apple), em especial o seu refeitório. O 9to5Mac chamou o vídeo de "provavelmente nossa melhor imagem do iPhone X em ação". Peterson removeu o vídeo do YouTube após o escândalo, mas ele já foi postado novamente por outros canais. Ele pode ser visto abaixo:
De acordo com o The Verge, a Apple proíbe que seus funcionários realizem gravações dentro das suas sedes. Filmar um produto ainda não lançado dentro da sede, portanto, é uma clara violação das políticas da empresa. Embora a empresa tenha solicitado que o vídeo fosse removido, era tarde demais; ele já havia sido republicado em outros sites.
Tolerância zero
Como o Recode ressalta, o episódio mostra que a Apple não tem nenhuma tolerância com exposições não controladas de seus produtos. Afinal, segundo o site, o engenheiro simplesmente estava almoçando com sua família e resolveu mostrar seu celular à sua filha.
Nas palavras da filha do enegenheiro, "no final das contas, quando você trabalha para a Apple, não importa quão bom você é. Se você quebra uma lei, eles não têm tolerância. A Apple gostava do meu pai, mas ele foi demitido porque ele quebrou uma lei". A Apple, de acordo com a BBC, ainda não confirmou a demissão do engenheiro, nem emitiu qualquer comentário sobre o caso. 
Por outro lado, algumas das informações que aparecem no vídeo são, de fato, sensíveis. Há, por exemplo, um pedaço no qual a moça mostra o aplicativo de notas do iPhone X. E como ele pertence ao seu pai, ele contém o que parecem ser codinomes de produtos da Apple que ainda estão para ser anunciados ou lançados
Fonte: Olhar Digital.

Apple descontinua 3ª geração do iPad no Brasil a partir desta terça (31)

iPad de 3ª geração entra oficialmente na lista de produtos clássicos e obsoletos da Apple nesta terça-feira (31). O dispositivo, apresentado em março de 2012 como o primeiro tablet da companhia a usar uma tela Retina, deixa de receber o suporte da companhia.
A Maçã tem como obsoletos os aparelhos que estão fora de linha há mais de sete anos e os clássicos aqueles que não são mais fabricados há cinco anos e menos de sete anos — na Turquia e na Califórnia ela ainda é obrigada a prestar suporte.
Isso quer dizer que se você tem um iPad 3 não terá mais serviços de assistência técnica, atualizações ou quaisquer softwares e tarefas destinadas exclusivamente para o gadget. O modelo perdeu espaço para seus sucessores porque usuários consideravam o processador, o A5X, sem capacidade para explorar os recursos do display e também foi o último com um conector de 30 pinos.
Fonte: Tecmundo.

Nova Apple TV 4K chega ao Brasil com preços a partir de R$1.300

Mais novo modelo da set-top box da gigante também conta com suporte para HDR10 e Dolby Vision, além de trazer o chip A10X Fusion e 3GB de RAM.

Lançada em setembro durante evento nos EUA, a nova Apple TV com suporte para vídeos em resolução 4K (Ultra HD) será vendida no Brasil com preços a partir de 1.300 reais.
Seguindo os passos de rivais como Google e Amazon, a Apple TV 4K também conta com suporte para HDR10 e Dolby Vision, o que permite uma maior variedade de cores no seu televisor – desde que o aparelho também tenha HDR, é claro.
A mais recente geração da Apple TV traz ainda um processador A10X Fusion, o mesmo usado no iPad Pro, além de 3GB de RAM. Com isso, o aparelho consegue alcançar um desempenho até duas vezes mais rápido do que o seu antecessor, segundo a fabricante, o que deve ser uma ótima notícia para os gamers de plantão
A Apple está adicionando conteúdos em 4K à iTunes Store desde o mês passado, além de ter fechado acordos com Netflix e Amazon para ampliar seu catálogo em Ultra HD na Apple TV. E vale notar que os usuários que já tenham comprado conteúdos em HD na iTunes Store poderão fazer o upgrade para 4K sem custo extra. 
Com preços entre 180 e 200 dólares nos EUA, a Apple TV 4K desembarca no mercado brasileiro custando 1.300 reais (versão de 32GB) e 1.400 reais (versão de 64GB). Apesar de já estar à venda na loja on-line da Apple Brasil, o novo gadget tem prazo de envio que varia entre 6 e 7 semanas.
Fonte: Macworld.

29 de out de 2017

Loja brasileira vende iPhone 8 com preço até menor do que o esperado

As grande redes varejistas começaram a comercializar hoje (27) os novos produtos da Apple no Brasil. E as novidades vêm com atrativos: o iPhone 8 e o iPhone 8 Plus podem ser encontrados por preços até menores do que muitos esperavam — e ainda bem inferiores do que a previsão inicial que girava em torno de R$ 6,5 mil.
Fast Shop anuncia o iPhone 8 de 64 GB por R$ 3.526,40 à vista, enquanto WallmartSubmarinoAmazonShoptime e Americanas oferecem o produto por R$ 3.999. Já o iPhone 8 de 256 GB pela Fast Shop sai por R$ 4.231,85 e nas outras redes seguem com os mesmos R$ 4.799.
Fast Shop
preço inicial do iPhone 8 Plus também está mais em conta na Fast Shop, que vende o smartphone no modelo de 64 GB a R$ 4.055,49 à vista. SubmarinoShoptime e Americanas seguem a faixa aguardada, de R$ 4.599. O iPhone 8 Plus de 256 GB custa R$ 4.231,85 na Fast Shop e nas outras lojas sai também pela média esperada, de R$ 5.399.  Fã da Apple: Descubra no JáCotei o menor preço e compre agora seu iPhone 7 Patrocinado 
Vale destacar que isso tudo é em pré-venda e sem frete, com lançamento oficial para a próxima semana (dias 2 e 3). Os iPhone X, que chegam ao mercado norte-americano também na sexta-feira que vem, ainda não têm data e nem cotação confirmada por aqui. Contudo, a previsão da MacMagazine — que acertou os valores confirmados hoje — adiantou que devem chegar no País por R$ 5.999 (64 GB) e R$ 6.999 (256 GB).
Fonte: Tecmundo.

25 de out de 2017

Chefe de lojas da Apple nega que será substituta de Tim Cook como CEO

Há algum tempo, rumores indicam que Tim Cook será substituído do cargo de CEO da Applepor uma das executivas mais elogiadas da empresa: Angela Ahrendts, vice-presidente sênior do setor de vendas da companhia, tanto da loja online quanto das Apple Stores.
Mas será que isso é mesmo verdade? Em uma entrevista em vídeo para o site Buzzfeed, Cook e Ahrendts — lado a lado — comentaram os boatos e falaram sobre outros temas relacionados à Maçã.
A gerente negou a troca e se limitou a dizer que a informação é "fake news" e "boba". Mas Cook foi mais elaborado e até misterioso na resposta. "Vejo meu papel como CEO como preparar quantas pessoas eu puder para serem CEO, e é isso que tenho feito. E aí o conselho tomará uma decisão quando a hora chegar", diz o atual chefe executivo.

Qual a chance?

Cook tem recebido muitas críticas por parte de imprensa e fãs por conta do gerenciamento atual da Apple — marca é criticada constantemente por não ser mais a mesma em termos de inovação. E é aí que entra Angela, já que ela é a responsável pelas atuais mudanças nas Apple Stores, transformando as lojas físicas em verdadeiros espaços de convivência para a comunidade.
Porém, é como Tim Cook afirmou: quem toma essa decisão é o conselho da Apple. Angela é funcionária da Apple desde 2014, após ser CEO da marca de moda Burberry.
Meu papel como CEO como preparar quantas pessoas eu puder para serem CEO, e é isso que tenho feito
Na conversa, a dupla aborda também o envolvimento com a administração Trump ("Ficamos de fora da política, mas nos engajamos em discussões políticas") e o estoque do iPhone X ("Trabalharemos o máximo que pudermos para produzir o maior número possível"). Você pode conferir a entrevista completa neste link — em inglês.
Fonte: Tecmundo.

iPhone 8 deve chegar ao Brasil por até R$ 5.400

O iPhone 8 e o iPhone X podem ter tido os preços no Brasil revelados nesta terça-feira (24). Rumores indicam que os novos aparelhos da Apple devem custar a partir de R$ 4 mil e R$ 6 mil, respectivamente. O lançamento dos primeiros dois modelos, o iPhone 8 e 8 Plus, estaria marcado para o próximo dia 3, com pré-venda prevista para esta sexta-feira (27).
Os supostos preços dos novos iPhones foram divulgados pelo site MacMagazine, que revelou ainda a provável data de lançamento do modelo. O iPhone 8 pode chegar ao país custando R$ 4 mil na versão de 64 GB e R$ 4,8 mil no modelo de 256 GB. Já o iPhone 8 Plus, que tem tela de 5,5 polegadas, deve custar R$ 4,6 mil no modelo de 64 GB e R$ 5,4 mil com a capacidade de 256 GB internos.
Já o iPhone X, modelo mais avançado do ano, pode chegar ao país por R$ 6 mil na versão de 64 GB e R$ 7 mil no modelo de 256 GB. No entanto, o MacMagazine alerta que os preços podem ser ligeiramente alterados até o lançamento oficial, que não tem data para acontecer. Lá fora, a Apple estaria enfrentando problemas de fabricação, o que levaria a uma escassez do aparelho, com início de pré-venda marcado para esta sexta-feira (27) nos Estados Unidos.
Os preços divulgados pelo MacMagazine, aliás, contrariam a informação do colunista Mauro Jardim. No início de outubro, o jornalista do jornal O Globo divulgou que o iPhone 8 mais barato chegaria ao Brasil por R$ 6.500. No entanto, o site especializado em produtos da Apple afirma que os preços divulgados nesta terça-feira (24) foram obtidos com fontes confiáveis.
Lançados em setembro, o iPhone 8 e 8 Plus trazem novidades como traseira de vidro com suporte a carregamento sem fio e câmera traseira com efeitos de iluminação para o modo Retrato. Já o iPhone X trouxe mudanças mais radicais como a substituição do botão Home por uma tela com bordas mínimas, além do reconhecimento facial FaceID. A Apple, por enquanto, não confirmou oficialmente o preço ou data de lançamento dos telefones no Brasil.
Fonte: Olhar Digital.