23 de mar de 2016

Falha na criptografia usada no iMessage coloca "em perigo" fotos do iCloud

Vulnerabilidade descoberta por uma equipe da Universidade John Hopkins permite descriptografar fotos na nuvem da Apple
Um erro no sistema de codificação usado pelo iMessage, da Apple, permitiu que uma equipe de pesquisadores da Universidade John Hopkins, coordenada pelo especialista em segurança Matthew D. Green, fosse capaz de acessar e ver o conteúdo privado de um arquivode imagem armazenado na iCloud. A experiência demonstra a possibilidade de hackers e outros usuários  interceptarem e disponibilizem arquivos pessoais, como vídeos e imagens compartilhados pelos usuários de iPhone e iPads, através da aplicação iMessage.

Segundo o artigo publicado pelo jornal Washington Post, os analistas de sistemas desenvolveram um software que simulava um servidor da Apple, e depois procuraram acessar uma foto armazenada, quando esta era enviada como link em uma mensagem. O esquema utilizado permitia comprovar a validade da decodificação à medida que era realizada: cada vez que um dos 64 dígitos do código de criptografia era colocado, o software indicava se estava correto.
Para não ter vários códigos armazenados em separado, o iMessages utiliza uma criptografia fim a fim. Mas mesmo assim, conforme comprova a investigação, há possibilidade de quebrar a tecnologia de segurança e obter conteúdos privados, usando envios de cópias de mensagens a terceiros.
A Apple declarou que o erro será corrigido na próxima atualização do iOS 9.3 disponível a partir de hoje. A equipe da Universidade de John Hopkins deve publicar em breve os resultados completos da pesquisa realizada.
Fonte Macworld

Apple confirma o significado da sigla 'SE' no novo iPhone

Apple anunciou nesta segunda-feira (21) o iPhone SE e liberou uma série de detalhes do smartphone na conferência — confira tudo sobre o aparelho clicando aqui. Porém, uma coisa ficou de fora: afinal, o que significa a sigla do modelo?
Segundo o jornalista Jason Cipriani, que estava presente na conferência e trabalha para a revista Fortune, não há surpresas em relação ao nome e a resposta é mesmo a mais óbvia possível. "SE" significa "Special Edition", casando com a proposta de mudança em relação aos modelos atuais e retorno da Apple às origens com o tamanho da tela.
Fonte: Tecmundo.

iPhone SE substitui de vez o agora descontinuado iPhone 5s

Lançado em 2013, o iPhone 5s não faz mais parte dos planos de venda da Apple. Aparentemente, o modelo foi totalmente descontinuado e deve ser ignorado pelos veículos oficiais da marca. Em seu lugar, entra o recém anunciado iPhone SE.
No site da Apple, os smartphones já foram trocados de lugar. Não há mais espaço para a geração 5s na página: o próprio endereço específico para ele agora redireciona para a seção geral dos iPhones. Os modelos iPhone 6 e iPhone 6 Plus agora são os "vovôs" em exibição.
A mudança é mais que justificada. O novo modelo tem o mesmo tamanho de tela do iPhone 5s (4"), mas apresenta especificações técnicas de uma geração acima (do iPhone 6s, para ser mais preciso). Quem se contenta com o aparelho ainda pode encontrá-lo no varejo, em lojas físicas ou no comércio eletrônico.
Fonte: Tecmundo.

Principal novidade do iOS 9.3, modo noturno aparece no Android N

Um dos principais recursos do iOS 9.3 pode chegar em breve ao seu sistema rival, também. Testadores do Android N perceberam que a versão beta do software conta com um modo noturno que, assim como o Night Shift do iOS, adapta a temperatura da tela ao momento do dia para não cansar a vista dos usuários.
A novidade apareceu escondida na versão do Android N liberada na semana passada e, como ressalta o Mashable, é um tanto difícil de ser encontrada. Além disso, como se trata de um estágio inicial do sistema, o recurso ainda não funciona de forma “lisa”, mas é tão bom quanto o do iOS.
Para encontrar o chamado “Night Mode” o usuário precisa primeiro habilitar o menu System UI Tuner segurando por um tempo o ícone de engrenagem na gaveta de notificações. Depois, vá às configurações, System UI Tuner -> Color and Appearance -> Night Mode.
Ainda é muito cedo para cravar que a novidade estará no Android N quando ele finalmente for lançado oficialmente, e o fato de que é tão difícil acessa-la na versão de testes passa a impressão de que não é um recurso que o Google gostaria de mostrar neste momento.
Fonte: Olhar Digital.