9 de ago de 2016

Além de câmera dupla, novo iPhone deve ter botão de início remodelado

  • Foto vazada mostra parte traseira dos supostos novos modelos do iPhone: o 7, 7 Plus e 7 Pro
A Apple está preparando o lançamento dos sucessores do iPhone 6S e do iPhone 6S Plus para o mês que vem. Os aparelhos terão capacidade fotográfica mais avançada e hardware atualizado, com um design semelhante ao dos modelos do ano passado, segundo pessoas informadas sobre o assunto.
Os recursos mais destacados serão um sistema de câmera dupla no iPhone maior, um botão de início reformulado que responde à pressão com uma sensação vibratória, e não com um clique físico real, e a remoção do plug do fone de ouvido dos aparelhos, disseram as pessoas, que não quiseram se identificar por discutirem recursos que não foram anunciados. A Apple preferiu não comentar o assunto.
Apesar de a demanda pelo iPhone ter diminuído nos últimos trimestres, em parte devido ao intervalo entre os lançamentos de produtos, o aparelho continua sendo a principal fonte de receita da Apple. Os novos modelos serão fundamentais para o trimestre que abarca as festas de fim de ano e a Apple conta com os celulares para estimular as vendas antes da esperada reformulação do iPhone em 2017, no 10º aniversário do aparelho.
Com um distanciamento em relação ao ciclo de reformulação normal do iPhone, de dois anos, os modelos deste ano terão aparência similar ao 6 e ao 6S, disseram as pessoas, que acrescentaram que, mesmo assim, haverá mudanças notáveis. Os novos iPhones manterão os mesmos tamanhos de telas de seus antecessores, de 4,7 e 5,5 polegadas, o primeiro lançado em setembro de 2014. A Apple removerá as duas linhas de antena mais internas que atravessam a parte traseira dos iPhones atuais, acrescentaram as pessoas.

Fotos mais nítidas

As câmeras duplas do novo iPhone maior produzirão fotos mais brilhantes e detalhadas, segundo uma pessoa que usou uma versão protótipo do aparelho que está perto de ser lançado. Ambos os sensores, que capturam cores de forma diferente, tiram fotos simultaneamente e, a partir delas, o aparelho produz uma única fotografia combinada, disse a pessoa.
O sistema duplo deixa as fotos tiradas em ambientes com pouca iluminação mais nítidas, disse a pessoa. A combinação das fotos tiradas pelos sensores das duas câmeras também permite que os usuários utilizem o zoom mantendo mais claridade, acrescentou a pessoa. A versão menor dos novos telefones não terá lentes duplas, disse Ming-Chi Kuo, analista da KGI Securities, no início deste ano.

Botão de início

A Apple planeja um botão de início atualizado para os novos modelos. Os botões de início atuais são interruptores que entram fisicamente no telefone, mas os novos modelos terão um botão sensível à pressão que emprega a chamada resposta tátil, segundo as pessoas informadas sobre o assunto. Esse mecanismo é semelhante ao dos trackpads da linha mais recente do MacBook. O site de notícias 9to5Mac publicou anteriormente a informação sobre o design do botão de início.
Nos novos iPhones, serão removidas a entrada do fone de ouvido, dando lugar à conectividade por meio de Bluetooth, e a porta de carregamento. Isso abrirá espaço para um segundo alto-falante, disseram as pessoas. A Apple começou a permitir que as fabricantes produzissem fones capazes de se conectarem por meio da porta do carregador do iPhone em 2014, mesmo ano em que a empresa adquiriu a fabricante de fones Beats Electronics. O site Macotakara publicou anteriormente a informação sobre a retirada da entrada do fone de ouvido.
Fonte: Uol.

Teclado do Google para iPhone ganha versão em português do Brasil

Aplicativo da gigante traz integração nativa com buscas do Google, além de suporte para buscas de emojis e GIFs, entre outros diferenciais.

O Google liberou nesta segunda-feira, 08/08, uma versão em português brasileiro do seu teclado para iPhone.
Chamado de Gboard, o aplicativo traz como diferenciais a integração nativa com as buscas do Google e suporte para buscas de emojis e GIFs de forma mais simples e inteligente - digitando apenas uma palavra relacionada, por exemplo.
Além disso, agora é possível enviar informações para um contato de forma direta pelo próprio teclado, sem precisar sair de um aplicativo, abrir outro e apenas então voltar para o primeiro
Em qualquer uma dessas ações, é preciso tocar no logo do Google no canto esquerdo do telado para acionar a interface de buscas - os resultados aparecem então como “cartões” do Google.
Anunciado em maio, o Gboard estava disponível para inglês até então. Quem já tinha o app, só precisa atualizar o software - se não, é preciso baixá-lo na App Store.
Fonte: Macworld.

Fiasco com Mapas fez Apple abrir beta público do iOS

Em nova entrevista, executivo explica que empresa repensou seus processos de desenvolvimento após fiasco do Apple Maps em 2012.

A Apple é conhecida pelo seu segredo, mas manter seus produtos escondidos possui alguns pontos negativos - mais notavelmente o grande fiasco dos Apple Maps em 2012. A empresa testou o app internamente em Cupertino, mas não percebeu até ser tarde demais que seus dados de mapeamento não eram assim tão precisos além da sua sede em 1 Infinite Loop.
“Fizemos mudanças significativas em todos os nossos processos desenvolvimento por causa disso. Para todos nós vivendo em Cupertino, os mapas estavam muito bons. Certo? Então o problema não era óbvio para nós. Nunca pudemos levar o app para um grande número de usuários para receber esse feedback. Agora nós podemos”, afirmou o VP sênior de software da Apple, Eddy Cue, em entrevista à Fast Company.
“A razão pela qual você como usuário poderá testar o iOS é por causa do Maps”, continuou o executivo.
Para quem não sabe, a Apple lançou o seu programa de beta público iOS no meio de 2015, e deu continuidade com a estreia pública do iOS 10 mais recentemente. O programa de beta público permite que qualquer pessoa se inscreva e teste o iOS e envie seu feedback para a Apple.
Fonte: Macworld.

Vazam supostas configurações e iPhone 7 pode ser 50% mais rápido do que o 6S

Um vazamento das especificações técnicas do Phone 7 sugere que o novo aparelho da Apple, que deverá ser apresentado em setembro, será 50% mais rápido do que o modelo 6S. Ele será mais ágil até mesmo do que o iPad Pro.
Segundo uma captura de tela que foi divulgada na internet, o aparelho conta com processador ARM de 2,37 GHz e 3GB de memória RAM. Para efeito de comparação, o modelo 6S que tem 2 GB de RAM e processador ARM de 2 GHz.
Além disso, um teste de benchmark realizado pelo site Geekbench mostra resultados bem acima do modelo lançado no ano passado. O iPhone 7 registrou 3.548 e 6.430 pontos nos quesitos single-core e multi-core respectivamente, contra 2.490 e 4.405 do iPhone 6S, e 3.224 e 5.446 do iPad Pro.
Vale lembrar que essas configurações não foram confirmadas pela Apple!

Fonte: Olhar Digital.