12 de jan de 2017

Vendas do iPhone crescem e Android cai nos principais mercados do mundo

O relatório internacional mais recente da Kantar Worldpanel mostra que a Apple voltou a ganhar espaço nos mercados estrangeiros de smartphones com o iPhone no período de três meses encerrado em novembro do ano passado. Enquanto a fatia do iOS cresceu em sete de nove regiões importantes, o Android sofreu quedas nos Estados Unidos, no Reino Unido, na França, na Austrália e no Japão – o que também significa diminuição de vendas nos EUA pelo sexto período consecutivo.
De acordo com a companhia de inteligência, a Maçã conseguiu ganhar força logo no começo da temporada de compras de fim de ano, o que a ajudou a tomar as três posições da tabela de celulares mais comercializados nos EUA. Combinados, o iPhone 7, o 7 Plus e o 6s somaram 31,3% da fatia do período. Os Galaxys S7 e S7 Edge ocuparam respectivamente o quarto e quinto lugar, ajudando a Samsung a “capturar” 28,9% das vendas de smartphones no total.
O crescimento mais forte do iOS foi registrado no Reino Unido, onde a saída dos iPhones subiu 9,1%, tomando espaço principalmente dos celulares Windows – mas também arrancando um pedaço da fatia do Android. A Maçã ainda cresceu nos mercados da Austrália, da França, da Itália, do Japão e da Espanha.
Fatias das vendas de smartphones nos principais mercados do mundo

Poucas ressalvas

A Apple perdeu em dois mercados de peso: China, onde encara competição forte de marcas locais, e Alemanha, onde caiu 3,2% diante do crescimento de 6,5% da plataforma da Google. Ainda assim, as notícias do mercado chinês não são só negativas para o iOS, já que o iPhone 7 conseguiu se tornar o smartphone mais vendido da área urbana do país, empurrando o líder R9 da Oppo para a segunda posição.
Os números recentes da Kantar se somam aos anteriores para mostrar que a empresa de Cupertino atingiu seu maior crescimento em mais de dois anos, alcançando a maior fatia de mercado que teve desde janeiro de 2015. Analistas também já apontam que, com o próximo iPhone (que pode ser chamado de 7s ou 8), a Apple deve ter vendas ainda maiores do que quando o iPhone 6 inaugurou o uso de telas grandes nos aparelhos da Maçã.
Fonte: Tecmundo.